Atrativos Turísticos Iranduba: Belezas Naturais e Agricultura R - EAD
Notícias

Polícia cumpre reintegração de posse em terreno na AM-070

Atualizada em 09/01/2015

Terreno estava dividido em duas comunidades, São Sebastião e Grande Vitória (Reprodução)

Cerca de 42 famílias foram retiradas de um assentamento de terra no Km 6 da rodovia estadual AM-070 Manoel Urbano (Manaus-Manacapuru) na manhã desta terça-feira (6). Policiais militares cumpriram um mandado de reintegração de posse emitido pela Justiça do Amazonas e residências das pessoas foram demolidas por tratores.

No local, dividido em duas comunidades, São Sebastião e Grande Vitória, havia 61 casas de madeira e de alvenaria, e móveis e objetos pessoais dos moradores foram destruídos. “Eles entraram ontem e hoje foi a demolição. Estamos sem onde morar, estamos na casa de parentes”, disse a dona de casa Edna Avelino Rodrigues, 43, moradora.

Segundo ela, os ocupantes do terreno sabiam do mandado judicial desde outubro do ano passado, mas uma manobra do prefeito de Iranduba, Xinaik Medeiros, conseguiu adiar a data para o cumprimento da reintegração. “O prefeito disse que ia ajudar e deixou a gente na mão”.

“O prefeito conversou e disse que ia tirar a gente do local para colocar em outro (terreno), no Km 26 (da AM-070). Nós queremos conversar com ele, mas ele só manda a secretária ‘Sâmiai’, de habitação. Agora a gente está esperando a resposta dela, o que vai ser feito”, afirmou Edna.

Título da terra

Segundo a moradora do local, Edna, o proprietário do terreno não possui o título definitivo do local, mas mesmo assim conseguiu uma liminar para a retirada dos populares. Conforme Edna, o assentamento existe há mais de dois anos. “Quando cheguei lá, há dois anos, já tinha gente com mais tempo. Não fui eu que invadi. Invadiram e repassaram o terreno”.

“Comprei meu lote e construí uma casa de alvenaria. Mas a polícia derrubou tudo e não deixou nem retirar nossas coisas, e não teve assistência”. Edna morava no local com mais nove pessoas, entre esposo, três filhos, genro e quatro netos. Agora está abrigada em um cômodo na casa de uma amiga.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Iranduba, mas até o fechamento desta matéria não conseguiu dados sobre o mandado de reintegração e ações posteriores promovidas com os populares que ocupavam o terreno. A secretária de habitação, Sâmia, prometeu repassar novas informações ainda nesta terça-feira (6).

Fonte: acritica.com


 

Veja também:

27/03/2018 - Maués realiza 1ª sessão de cinema após 8 anos

22/03/2017 - Associação no AM luta por direitos da mulher do interior:

06/03/2017 - 1ª Feira da Produção Familiar acontece neste sábado

28/10/2015 - Defesa Civil define vazante como ‘atípica, mas normal’

28/10/2015 - Chuva e show de velocidade marcam a final do Campeonato Amazonense de Arrancada

16/05/2015 - IFAM abre inscrições para Processo Seletivo 2015 para 2º semestre no AM

15/05/2015 - Obras da Caixa Econômica, dentro do Programa de Habitação Rural, são abandonadas em Iranduba

15/05/2015 - Madeira ilegal é apreendida em Iranduba

15/05/2015 - Adolescente é detido em escola com cinco adagas dentro da mochila em Iranduba

15/05/2015 - Polícia Federal apreende 270 quilos de drogas no porto de Iranduba

15/05/2015 - Xinaic é multado por não criar o Portal da Transparência

09/01/2015 - Prefeitura de Iranduba prorroga o concurso publico Edital 02/2011 realizado em junho 2012

09/01/2015 - Pescadores desaparecem após assalto em lago, no Iranduba

09/01/2015 - Em Manaus, 749 pessoas foram assassinadas em 2014

09/01/2015 - Olarias de Iranduba/AM amargam prejuízos devido constante falta de energia

09/01/2015 - Duplicação de AM-070 ainda está em 15% segundo Seinfra

30/12/2014 - Homem é preso por roubo e acaba morto na cela menos de 12 horas depois

29/12/2014 - Detento é morto estrangulado por outro preso em cela de delegacia em Iranduba, no AM

12/12/2014 - Justiça decide restringir propaganda de cervejas e vinhos

 
Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido e mantido por Ewsite.NET | Administração